Encontre aqui!

Carregando...

domingo, agosto 14

De volta... e denovo...e tudo novo.

Morreeeeendo de saudades daqui! Saudade de olhar pra dentro de mim!
Antes de qualquer coisa, agradeço aos seguidores, companheiros e amigos que não deixaram de ler o blog e de me mandar comentários e carinhos. Peço desculpas pelas faltas e prometo (fazendo figuinha nas costas) não desaparecer mais sem me despedir.

Muita coisa mudou nos últimos meses.
A paixão pela escrita e pela comunicação virou trabalho, e, em parceria com o amigo de sempre Sandro Dálio, botei no ar um puinhado de sonhos e muito suor. O Ela no Site.
E tudo que tenho respirado, comido, dormido e sonhado nos últimos tempo está nele.
E estou muito, muito, muito feliz por estar dando tudo tão certo e por estar conseguindo tantas oportunidades no meio.

Conheçam o site que aborda outro universo que não esse aqui em qual já temos puff reservado.
E alegrem-se comigo (ou riam de mim): Tô de volta! E a todo vapor!
Não estou pronta pra abandonar o barco.

O que faz você feliz?


Acordei bem tarde, com um tanto de ressaca, pensando num antigo comercial do pão de açúcar e celebrando: O que me faz feliz?
Arnaldo Antunes?Um livro?Café e pão com margarina?
E fica tudo tão fugaz.


Casa limpa. Arroz de avó. Cheiro de chuva.
Banho quente. Perfume no cangote. Salto Alto.
Silêncio. Barulho. Cochilo no meio da tarde.
Amigo que liga fora de hora. Canção do Renato Russo. Dançar.
Abraço de Filho. Vermelho. Saudade de vô.
Gente com energia boa. Vento de estrada no rosto. Viajar na maionese.
Beijo na boca. Calor de pele. Pernas entrelaçadas.
Cerveja Gelada. Bombom derretido. Letras.
Amizade. Elogio de gente que não te conhece. Trabalho bom.
Série na TV. Cantar no Chuveiro. Sobreviver.
Sonho que chega de repente. Sonho que se realiza. Vencer.


Agora me diz:
O que faz você feliz?

sexta-feira, junho 24

Nosso altar particular - Fim.

(...)


Dionísio, arauto de tudo que se une fantasticamente,
abre alas desse concerto para os desconcertados 
se banharem.
A partir de hoje uma nau de solidão
navegará aliviada dos apegos impossíveis,
e uma nova geração
desvendará a ilha daqueles
que sonham antes de dormir.
Noites serão como uma leve pluma,
lançadas ao vento com destino certo:
afago no espírito,
cócegas na alma,
himo na paz,
inibir agonias,
afrouxar todo o receio de ser desvaneiador.
Na rua do acalanto,
primeiro peito franco à direita,
casa de janelas sempre abertas e dispostas ao novo,
jardim de lindas rosas de espinhos prósperos,
varanda ao infinito,mansão cor de legítimo coração,
em frente ao público dessa nossa 
solidão.
Ali a pena dançará e 
nenhuma cãibra na  felicidade,
nem faíscas de isolamento
nos fará desistir de estarmos
"TODOS JUNTOS".


Caio Sóh, no palco da Gadú.


quinta-feira, junho 23

Feriado e 'Rolling In The Deep'.

Há tempos que quero compartilhar essa delícia com vocês.
Tenho ouvido muito o som da Adele, a branquela gordinha com voz de negra que é toda vintage, toda luxo,toda linda, toda poesia, toda música...
E pra combinar a noite de quinta-feira feriado, Rolling In The Deep, pra acompanhar o vinho e o frio.

O jardim da vida

Baseado em 'fotos' reais...
Nicolly

Mariana e cia.

Lucca

Léo, Juniayla, Nicolly

Guilherme

Nicolly

Nicolly e Laura

Eu e Nicolly

Desfile Cívico 141º aniversário de São Manuel - Escola Infantil Municipal Maria José Moreno Dagina.

quarta-feira, junho 22

Há histórias pra contar mais falta um jeito...

Tempo tem sido artefato supérfluo, artigo da parte mas baixa da gôndola do supermercado.
Não escrevo como gostaria (e deveria) neste blog pois, corpo e mente andam se desencontrando: Ele funciona enquanto ela descança. Ela, vem toda pimpona trabalhar quando ele se entrega á Morpheu.*
Resultado desses desencontros e 'desacasos' é esse cansaço que tem me abatido, essa preguiça que tem me vencido, e essa coisa ruim que estou sentindo por estar sentindo falta de mim mesma.
Tem coisa boa pintando, sonho tomando forma, mas, tenho sacrificado necessidades...
Alguém me mandou um email outro dia contando uma histórinha mais ou menos assim:




Um professor universitário, no fim de uma aula, pegou um vidro vazio e passou, como de costume, a refletir com seus alunos.
Encheu o frasco vazio com bolas de golfe e aperguntou:
 - O Frasco está cheio?
Em coro, seus alunos responderam que sim. Mas ele, continuou o raciocínio colocando nos espaços que faltavam bolas de gude.
- O frasco está cheio?
Novamente, ergueu-se o coro:Sim!
Já desconfiados, seus alunos responderam que sim, agora sim.
E então ele derramou areia sobre o frasco. A areia, branca e fina, que correu por entre os espaços vazios das bolas de golfe, das bolas de gude, e enfim, o professor concluiu a conversa:
- O frasco vazio representa a nossa vida. As bolas de golfe representam as coisas importantes na vida: Família, Amigos, Saúde.
As bolas de gude, representam as coisas secundárias, mas necessárias na vida: Trabalho, Carreira, Estudos, dinheiro.
A areia representa as coisas menores:Lazer, Esportes, Hobbys, Consumo, Ambições.
Se invertermos a ordem das coisas, e colocarmos no frasco a areia, não haverá espaço paras as bolas de gude e menos ainda para as bolas de golf.
E seus alunos sorriram e bateram palmas concordando com aquela reflexão tão profunda e tão simples.
Então, um deles levantou do fundo da sala, tirou uma lata de cerveja de dentro da bolsa e derramou dentro do frasco. Vendo a atitude dele, questionou o professor:
- E isso, é o que?
E o aluno que carregava bebida na bolsa respondeu:
- Não importa o quanto o frasco esteja cheio, sempre haverá espaço pra uma cervejinha!


E eu to me vendo trocando a ordem dos fatores...
Mas, hoje é véspera de feriado e hora perfeita de botar cada coisinha em sua devida gaveta.
Não sei direito onde me perdi, mas quer saber? Vou alí na cozinha buscar uma cerveja.


*Morpheu, deus dos sonhos.

terça-feira, junho 14

Eduardo e Mônica - 25 anos depois.

Pois é.
Vou fazer a repetitiva denovo...mas...dá pra resistir a esse conto de fadas moderno?
"...e quem irá dizer que não existe razão?"





Pra um dia dos namorados e um aniversário de 5 anos de 'namoridos' que passou feito o sol do domingo...

sexta-feira, junho 10

Para os 5 anos da minha filha.

Biju;





Hoje é o dia mais bonito do ano, e ele é todo seu! Você completa mais um aninho, mas, quem realmente comemora somos nós.
Comemoramos seu doces olhinhos, seu sorriso de todo dia, seu beijinho de toda hora, seu abraço, melhor lugar do mundo... Sua saúde, sua inteligência, e, contrariando nossas ordens, comemoramos até mesmo as suas artes.
Comemoramos o amor revelado naquele instante em que você cruzou seu olhar com o nosso e agradecemos esse grande presente, sermos seus pais.
Nem que falássemos a língua de todos os homens e todos os anjos poderíamos pedir a Deus algo maior ou mais bonito que esse amor, que hoje chega a doer dentro do peito.
Que bom que você nos escolheu!
Que bom poder te ver completar mais uma etapa, subir mais um degrauzinho na escadinha da vida.
E não importa o que aconteça, estaremos sempre com você.
Parabéns Nicolly...

Te amamos do umbigo!

Mamãe e Papai.


quinta-feira, maio 12

Pra Cynthia...

Trilha sonora especial: Adele, aqui.



É íncrivel e maravilhosamente encantador o modo como as pessoas cruzam nossos caminhos e de repente passam a ser parte de nossas vidas.
Talves sejam essas coisas, e o fato de abrindo o google encontramos mais resultados pra 'amizade' que pra 'raiva', que me fazem abrir os olhos todos os dias e agradecer a Deus por me dar a chance de encontrar pessoas tão bonitas no meu caminho...
Você é uma dessas pessoas Cynthia Eliane...
Cruzou meu caminho, surgiu no meu computador a menos de um ano, e, ainda que pessoalmente a gente tenha se visto apenas uma vez, é minha amiga nos momentos que mais preciso como muitas amigas de infância não conseguem ser.
A gente reclama bastante junta, mas também ri muito até dessas reclamações. E esse jeito que a gente encontra de rir da vida é coisa única, alegria que não se compra.
Você tem me ensinado muito...e sabe disso. A gente troca experiências praticamente todos os dias, mas você tem me ensinado o quanto é preciso ser paciente, o quanto é preciso correr atrás das coisas, o quanto é bom não depender de sentimentos e boas vontades alheias...
Esse seu jeito de me dar conselho sem invadir meu espaço,de ser sincera de um jeito absoluto, de me ensinar a valorizar as coisas pequenas que conquisto,de me ouvir como se o resto do mundo precisasse parar por alguns minutos, de me ensinar a fazer receitas que você nem sabe, só somam coisas boas na minha vida e nessa nossa amizade, que mesmo longe física e geograficamente, faz nossos corações baterem no mesmo ritmo a maior parte do tempo.

Como é bom ter uma amiga pra chamar de Franga!


Obrigado por estar aqui.

Who Knew.

Originalmente cantada pela Pink, gravada por Maria Gadú.
Otra coisa linda do DVD da Gadú que quero muito compartilhar.


quarta-feira, maio 11

Participação especial: Nicolly Castro dos Santos.



E eu pergunto assim pra minha filha:
- Nicolly, o que você quer que a mãe escreva aqui?
E ela lindamente, com sua janelinha aberta no sorriso responde:
- Escreve assim mãe: ca ca ca ca ca ca ca.


- E eu transcrevo a vontade:
Ca ca ca ca ca ca ca.


E ela corrige:
- Não é assim mãe, é assim ó: (Digitando sozinha...)
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.


Eu eu digo o que?
Kkkkkkkkkkk!

Doce fim de noite.



Só um pouco de paz e vapor de chá de hortelã pimenta,
e os dissabores do mês difícil desaparecem feito fundo de xícara de chocolate quente.
Um polvilhar de canela contra a preguiça de contar histórias repetidas.
Pensamentos que se acomodam em aroma de erva-doce no quarto, pra amadurecem enrolados em jornal igualzinho banana da terra em fruteira de fazenda.
Verdades que grudam feito mel de laranjeira em panqueca de desenho animado.
Saudades que se findam em torrões de açúcar, pra que haja espaço pro cheirinho do café expresso energizar um novo amanhecer.