Encontre aqui!

sábado, novembro 20

Efeito Colateral.


Tinha alguém observando a diligência policial. Era uma menininha de uns 5 anos, creio.
Ela me estende uma folha de caderno dizendo que é um presente. Era o desenho de uma mulher segurando uma arma enorme em uma das mãos.
Horrível, mas era eu.
E como odiei ser o que ela viu... Agradeci o presente e investiguei, na tentativa de minorar o estrago, "Ué... e essa arma enorme aqui, mocinha? Eu não estou segurando arma nenhuma..." falei deslizando os dedos pelos cabelos de boneca dela. "É, mas você tem uma 'iscudida', não tem?" Na verdade eu portava duas armas individuais, uma na cintura e outra na canela, sem contar as de uso coletivo que não estavam comigo naquele momento. Melhor mudar de assunto. "Você é muito linda e muito espertinha sabia?" Ela sorriu e eu insisti "Mas eu também não estou usando esses saltos altos chiquérrimos como você desenhou. Olha aqui a minha botinha".
 Eu me apegava a detalhes querendo convencê-la (ou me convencer) de que havia algum engano e que aquele desenho não podia ser eu.
 Então ela explicou direitinho que aquilo realmente era salto de modelo, que eu sou modelo para ela que seria, então, a minha estilista.
Assim entendi que "monstra" não era eu no desenho mas essa baita responsabilidade.





(Mulher na Polícia - 17/07/2010)

15 comentários:

disse...

Ai, que lindo ficou essa união foto + texto!

Esse texto foi mais um dos que li e não cheguei a comentar pq cheguei "tarde demais" no blog da novinha.

Ms ele tem toda uma delicadeza, toda essa magia da menininha. É como se eu tivesse vendo a cena.

E pra terminar, adorei a foto!
Carinha de sapeca da menina, meio Pequena Miss Sunshine mais franjinha de Amelie Poulain.

(:

* _ Pri CastRo _ * disse...

Lêee...que bom que gostou!
Eu não resisti a esses olhinhos atrás do grande óculos!
Achei perfeita pro texto...

Obrigado pela sua presença aqui!

Mulher na Polícia disse...

Ãin Priscila!!!
Que guriazinha mais fofa!!!!

Que bom que escolheu esse texto, Pri. Pelos comentários lá eu tinha a impressão de que meus leitores não gostaram muito dele. Não é dos mais badalados.
: )

Vc tá pinçando um texto de cada estilo?
: )

Mulher na Polícia disse...

Hehe!

Lê, minha linda!
Adorei esse seu comentário.

Se o problema for voltar ao meu passado, saiba que eu bato o maior papo com alguns leitores em postagens mais antigas. Adoro comentários sobre a minha vida pregressa.

; )

Beijos pra ti e beijos pra Pri.

* _ Pri CastRo _ * disse...

Novinhaaa....
É mais ou meno por aí que minha 'pinça'anda...rs!
Quero mostrar os vários lados da mesma agente!

Grd beijo!
To adorando os links no seu blog!

Ana Cavalcantti disse...

Oi !
A maldade,o medo , a insegurança e afins ..estão no olhos de quem vê ...que bonitinho uma criança enxergar dessa maneira, né ?!
Beijos

Regina disse...

hehehe tb gostei muito do texto, da foto, de tudo, é bem a cara da inspetora mesmo...parabéns Pri por escolher esse texto, e a foto, vc tem bom gosto!!!!
bjocas e uma linda semana.

Paulo Sempre disse...

Estranha forma de vida...

Beijo

Lidinha disse...

amei o texto e a inteligencia da guria!!!!!

Salum H. disse...

MUITO BOM...BOM MESMO...

Mulher na Polícia disse...

Oi Ana Cavalcanti!

O coração das crianças tem o poder de agradar a Deus. O Reino de Deus é delas! Temos muito o que aprender com esses pequenos.

Beijos!
Muito obrigada pelo comentário!

Mulher na Polícia disse...

Oi Regina!!!

O que a gente menos espera encontrar numa cena policial é criança, né? Olha... é de doer! Graças a Deus não foi os pais dela que prendemos nesse dia.

Beijos!

Mulher na Polícia disse...

Paulo Sempre...

Nossa! Te assustei? E vc ainda não viu nada.]
: )

Beijos!

Sylvio de Alencar. disse...

Engraçado como vcs mulheres têm a capacidade de conversar com crianças...
Aprendi com vcs, a falar com elas.

Em todas as situações somos modelos para elas; cuidemos de nós, pois!

Boas escolhas, as da Pri,

Abrçs.

* _ Pri CastRo _ * disse...

Ana, Paulo, Lidinha, Sylvio, que bom tê-los por aqui!
Obrigado pelo carinho!